marcia@mycoaching.com.br     |     São Paulo, Brasil

    Que sorte a sua!

    4 Apr 2016

     

     

    Quarta (e última) reflexão sobre a conversa da semana passada entre a Magic Paula e a Vicky Block.

     

    Pontos simples e corriqueiros (e são) e muitas vezes não percebemos como estas experiências e ideias impactam como pensamos, agimos, decidimos.

    Se você ainda não leu o os posts anteriores, leia aqui sobre esportes, aqui sobre "ralação" e aqui sobre expectativas.

    E como última reflexão, proponho pensarmos sobre:

    4º) SORTE

    Quantas vezes já escutamos "Nossa que sorte a sua!" como se esta mesma oportunidade pudesse ter ocorrido com nosso interlocutor. E, poderia?

     

    Pensar que o que acontece conosco ou com o outro é pura sorte, elimina a responsabilidade por nossas ações. Quais as condições que ajudaram a Magic Paula ou a Vicky Block a terem sorte?

     

    Uma cliente minha na semana passada também comentou que teve muita sorte de ter sido chamada para participar de um grupo de estudo de uma professora reconhecida na sua área. Peraí! Foi sorte? Ela sorteou os que iriam participar e o seu nome estava em um destes papeizinhos? Não... Quais os critérios que ela pode ter utilizado? Com o que você já contribuiu para este grupo de estudo? E descobrimos que não foi sorte e sim paixão, abertura, dedicação, amorosidade, interesse...

     

    Qual é a sua contribuição para a sorte? Quais condições você cria para que a sorte ocorra?


    Você já pensou nisso?
    O que você chama de sorte na sua vida?

    Please reload

    Últimos Posts

    December 26, 2017

    April 4, 2016

    April 4, 2016

    March 31, 2016

    Please reload

    Busca por Tags
    Please reload

    Arquivo
    Please reload